O suporte ao Windows 7 terminará em 14 de Janeiro de 2020: veja sete perguntas e respostas

O suporte ao Windows 7 terminará em 14 de Janeiro de 2020: veja sete perguntas e respostas

O Windows 7, um dos sistemas operacionais mais populares da Microsoft, está com os dias contados: em 14 de janeiro de 2020, chega ao fim o suporte para a plataforma. Lançado em 2009, o software ainda opera em 26,86% dos computadores no mundo, mas deixará de receber atualizações do Windows Update e assistência técnica no ano que vem. A recomendação da Microsoft é fazer o upgrade para o mais novo sistema da empresa, o Windows 10.

Para esclarecer as principais dúvidas dos usuários quanto ao fim do suporte, confira a seguir, uma lista com sete perguntas e respostas sobre o assunto.

1. O que significa o fim do suporte?

Com o fim do suporte, os computadores com Windows 7 deixarão de receber atualizações de segurança. Além disso, o atendimento ao cliente da Microsoft não estará mais disponível para fornecer suporte técnico ao sistema operacional. Outros serviços relacionados ao Windows 7 também serão descontinuados ao longo do tempo.

2. O computador para de funcionar após esse prazo?

Não. O suporte para o Windows 7 será descontinuado, mas o software continuará funcionando normalmente. No entanto, se você decidir permanecer usando o sistema após 14 de janeiro de 2020, deve estar ciente de que o computador ficará mais vulnerável a vírus e outras ameaças, já que as atualizações de segurança serão suspensas a partir desta data.

3. Como posso me preparar para a atualização?

Se você vai fazer o upgrade do Windows 7 para o Windows 10 no mesmo computador, o primeiro passo é fazer um backup de todos os seus arquivos. O sistema oferece uma ferramenta nativa bastante eficaz e fácil de usar, que permite criar uma cópia dos documentos pessoais e transferi-los para uma mídia externa, como um DVD, pen drive ou HD externo. Outra opção é salvar os arquivos em um serviço de nuvem.

Antes do update, também é válido fazer uma pesquisa sobre o funcionamento do Windows 10. Embora conte com uma interface simples e intuitiva, o sistema apresenta algumas diferenças e novidades em relação ao Windows 7. Outra dica que pode ajudar a facilitar a transição é deixar a aparência do Windows 10 mais parecida com o Windows 7.

4. Posso atualizar para o Windows 10 de graça?

Não. Para fazer a atualização é preciso comprar o Windows 10. Na loja oficial da Microsoft, os preços variam conforme a versão do software e vão de R$ 730 a R$ 1599. O sistema operacional também pode ser encontrado em e-commerces confiáveis por valores mais em conta.

5. É melhor atualizar o sistema ou comprar um novo computador?

Se o seu computador tiver mais de três anos, talvez seja mais vantajoso comprar um novo dispositivo. Isso porque os PCs criados originalmente com o Windows 7 funcionam com uma tecnologia de mais de uma década e podem não oferecer a melhor experiência ao usuário que migrar para o Windows 10. As máquinas novas, em contrapartida, são mais rápidas (devido às unidades SSD) e duráveis, com baterias de maior vida útil.

Além disso, é importante ressaltar que nem todos os computadores conseguem rodar o sistema mais recente da Microsoft.

6. Posso continuar com o Windows 7?

Quem quiser continuar utilizando o Windows 7 de forma segura precisará estar disposto a pagar pelas atualizações de software, do contrário o computador estará vulnerável a malwares e invasores. A Microsoft anunciou que fornecerá novos patches de segurança para o sistema até janeiro de 2023.

Os preços não foram divulgados oficialmente pela empresa, mas o portal ZDNet teve acesso aos valores, que começariam em US$ 25 (cerca de R$ 103, em conversão direta). A Microsoft confirmou apenas que os preços variam conforme a versão do Windows e vão aumentar ano após ano.

7. O fim do suporte ao Windows 7 afeta o Microsoft Office?

Depende da versão do pacote Office. Segundo a Microsoft, o uso do Office 365 em sistemas operacionais mais antigos e sem suporte pode causar problemas de desempenho com o passar do tempo. Isso porque o software é regido pela chamada política de ciclo de vida moderna, que exige que os usuários estejam em dia com os requisitos de manutenção e do sistema publicados para o produto ou serviço.

Portanto, se essa for a sua versão do Office, a recomendação da empresa é migrar para o Windows 10. As versões sem assinatura do programa, como o Office Home & Student ou o Office Home & Business, terão suporte completo.

Fonte: TechTudo
Windows Server 2008 terá suporte encerrado em 2020

Windows Server 2008 terá suporte encerrado em 2020

Estamos nos aproximando rapidamente do fim da vida do Windows Server 2008 e Server 2008 R2, que ficarão sem suporte oficial a partir de 14 de janeiro de 2020.

Já informamos nesta outra postagem que o Windows 8 terá seu suporte encerrado ainda este ano e o Windows 7 em Janeiro de 2020. Agora é a vez do Windows Server 2008.

Muitas empresas ainda contam com o Windows Server 2008 para funções básicas de negócios, como Servidor de Diretório, Servidor de Arquivos, Servidor DNS e Servidor de E-mail. As organizações dependem desses workloads para aplicativos de negócios críticos e para oferecer suporte a seus serviços internos, como o Diretório Ativo, o compartilhamento de arquivos e a hospedagem de websites. E para milhões de servidores corporativos, isso significa o fim das atualizações de segurança, deixando a porta aberta para sérios riscos de segurança.

Qual o impacto real?

O fim do suporte para um sistema operacional como o Windows Server 2008 introduz grandes desafios para as organizações que estão executando seus workloads na plataforma. Embora alguns possam estar prontos para migrar totalmente para um novo sistema ou para a nuvem, a realidade é que a maioria das organizações não conseguem migrar isso rapidamente devido a restrições de tempo, orçamentárias ou técnicas.

Olhando para o Windows Server 2003, mesmo nove meses após o fim do suporte oficial ao produto, 42% das organizações indicaram que ainda usariam o Windows Server 2003 por seis meses ou mais, enquanto os 58% restantes ainda estavam no processo de migração do Windows Server 2003 (Osterman Research, abril de 2016). É provável que o mesmo ocorra com o fim do suporte oficial ao produto, do Server 2008, o que significa que muitos aplicativos críticos continuarão a rodar no programa pelos próximos anos, apesar dos riscos de segurança cada vez maiores.

Quais são os riscos?

O fim do suporte significa que as organizações devem se preparar para lidar com atualizações de segurança ausentes, problemas de conformidade, defesa contra malware, bem como outros bugs não seguros. Você não mais receberá patches por questões de segurança ou notificações de novas vulnerabilidades que afetem seus sistemas.

Com a constante descoberta de novas vulnerabilidades e exploits – 1.450 ataques de zero-day divulgados pelo ZDI apenas em 2018 – é praticamente garantido que veremos adições às mais de 1.300 vulnerabilidades enfrentadas pelo Windows Server 2008. A falta de notificações para ajudar a monitorar e medir o risco associado a novas vulnerabilidades pode deixar uma grande lacuna de segurança.

Este foi o caso de muitas organizações após o ataque global do ransomware WannaCry em 2017, que afetou mais de 230.000 sistemas em todo o mundo, aproveitando especificamente o exploit EternalBlue, presentes em sistemas operacionais Windows mais antigos. Embora a Microsoft tenha fornecido um patch para isso, muitos não conseguiriam aplicá-lo a tempo, devido à dificuldade de se atualizar sistemas mais antigos.

O que as equipes de segurança e de TI podem fazer?

A solução mais óbvia é migrar para uma plataforma mais nova, seja no local ou usando uma opção de infraestrutura como serviço (IaaS) de nuvem, como AWS, Azure ou Google Cloud.

No entanto, sabemos que muitas organizações atrasam a migração ou deixam uma parte de seus workloads em execução em ambientes com Windows Server 2008 em um futuro previsível. Os hackers estão cientes desse comportamento e geralmente veem servidores fora do suporte como um alvo fácil para ataques. As equipes de segurança precisam avaliar o risco envolvido em deixar os dados da empresa nesses servidores e se os dados estão seguros ou não. Caso contrário, você precisa garantir que tenha a proteção certa para detectar e interromper ataques e atender às regras de compliance em seu ambiente Windows Server 2008.

Fonte: CanalTech
Atualize seu Windows 10 imediatamente!

Atualize seu Windows 10 imediatamente!

Microsoft emitiu alerta sobre duas vulnerabilidades críticas que foram corrigidas com a atualização do sistema operacional; veja como fazer

Segundo a Microsoft, as falhas podem deixar computadores vulneráveis a ataques que fazem com que as máquinas passem a espalhar vírus e malwares sem a necessidade de qualquer ação por parte do usuário.

Existem “potencialmente centenas de milhões de computadores vulneráveis”, escreveu Simon Pope, diretor de Resposta a Incidentes da Microsoft. “É importante que os sistemas afetados sejam corrigidos o mais rápido possível.

Os arquivos para download podem ser encontrados no Guia de Atualização de Segurança da Microsoft (somente em inglês até o momento da produção desta notícia)

Aqueles usuários do Windows 10 que ativaram as atualizações automáticas já estão protegidos. Para os que preferem fazer as atualizações manualmente, basta clicar no ícone de pesquisa e digitar “Windows Update” para acessar a ferramenta de atualização.

Para atualizar seu Windows clique aqui em Verificar se há atualizações do Windows. Ou selecione o botão Iniciar e acesse Configurações  > Atualização e Segurança  Windows Update .

fonte: Olhar Digital

Windows 7 terá suporte encerrado em 2020 e Windows 8 este ano

Windows 7 terá suporte encerrado em 2020 e Windows 8 este ano

A Microsoft começou a notificar usuários que, após 10 anos encerrará oficialmente o suporte ao sistema operacional Windows 7 em 14 de janeiro.

A notificação traz uma imagem de um laptop e a seguinte mensagem: “14 de janeiro de 2020 será o último dia em que a Microsoft oferecerá atualizações de segurança e suporte técnico para computadores que rodam Windows 7. Sabemos que mudanças são difíceis, por isso estamos avisando com antecedência para ajudá-los a copiar seus arquivos e se preparar para o que vem depois.”

Lançado em 2009, o Windows 7 ainda é considerado uma das melhores versões do popular sistema operacional da Microsoft. Mesmo hoje em dia, 36,9% de usuários de desktop utilizam o antigo sistema operacional, em relação a 39,22% que usam o Windows 10.

A Microsoft anunciou também que vai adiantar o encerramento definitivo do Windows 8.

O suporte ao sistema operacional já havia sido descontinuado em janeiro de 2016, mas os aplicativos do Windows 8 ainda receberiam atualizações através da Windows Store.

Segundo o cronograma original da publicação no blog; os aplicativos dos Windows 8 parariam de receber atualizações a partir de 1 de julho de 2023.

Com a alteração, porém, isso deverá acontecer mais cedo: o suporte aos apps será descontinuado em 1º de julho de 2019. Com isto, o SO será encerrado definitivamente.

Os aplicativos voltados ao Windows 8.1, continuarão recebendo updates até 1º de julho de 2023.

Neste ano a Microsoft encerrou o suporte ao Windows XP.

Fonte: GameVicio