Quer mais segurança na rede? Faça estes ajustes no roteador

Quer mais segurança na rede? Faça estes ajustes no roteador

Você fez algum ajuste no roteador fornecido pela sua provedora após instalar internet na sua casa, apartamento ou empresa?

Há boas chances de que a sua resposta seja “não” e, neste caso, temos más notícias: é bastante provável que você tenha uma conexão consideravelmente menos segura do que o recomendável.

Sugerimos que para alterar o seu roteador, tenha um conhecimento técnico sobre para acessar o painel administrativo e configurá-lo, ou pode contar com a equipe da MILK Systems, que poderá ajudar de forma presencial ou remota.

INVISTA EM UM ROTEADOR

Antes de mexer nas configurações do roteador fornecido pela operadora, recomendamos a aquisição de um roteador próprio, pois as operadoras fornecem equipamentos genéricos com funções básicas, além de não serem muito seguros, eles também costumam ter um desempenho limitado.

NOME E SENHA DA REDE

O primeiro passo é alterar o nome e senha da sua rede sem fio. É interessante ter um nome único para sua rede assim evitando conflito com redes vizinhas. Mesmo que isso não represente risco à segurança, isso pode atrapalhar no desempenho do sinal.

Sobre a senha, é importante utilizar senhas fortes, que tenham pelo menos uma mistura de letras e números e no mínimo oito caracteres. Quanto mais letras e números a senha tiver, mais segura ela será. Acrescentando caracteres especiais, a senha será ainda mais reforçada.

VISITANTES

É normal compartilharmos a senha do wifi com amigos e parentes que visitam nossa casa, por isso o mais indicado é que a senha seja alterada frequentemente. O mesmo vale para os roteadores que possuem a rede para “Convidados”.

FUNÇÃO WPS

A função WPS facilita a conexão, porém é um ponto fraco para entrada e saída de dados na sua rede. O ideal, portanto, é que a função seja desativada.

MUDE O DNS

Diversos acontecimentos de redirecionamentos maliciosos envolvendo os servidores DNS legítimos dos fornecedores de internet já foram relatados. Em tais ataques, os criminosos sequestram os DNS do fornecedor e os utilizam por um período de tempo para direcionar os usuários para páginas falsas ou instalam algum tipo de malware. Uma das maneiras mais fáceis e eficientes de evitar isso é utilizar um servidor DNS diferente do fornecedor, como do Google ou CloudFlare.

ATUALIZE O FIRMWARE

Normalmente, no site do fabricante, é possível fazer o download gratuito da última versão do firmware, conforme o modelo do dispositivo. Nem todos se lembram disso, mas é algo fundamental para manter sua rede segura.

POR FIM, ALTERE A SENHA PADRÃO DO PAINEL

Modems e roteadores são definidos com senhas padrão ao saírem de fábrica. Sendo assim, é fácil desvendar quais são os passwords caso os usuários não os tenha alterado. Com a troca da senha, é muito mais difícil para o criminoso ou até mesmo um visitante alterar as configurações de seu dispositivo de rede.