Veja como se proteger do golpe do WhatsApp Clonado

Veja como se proteger do golpe do WhatsApp Clonado

O WhatsApp é um popular mensageiro, que acaba sendo alvo de golpes devido à grande quantidade de informações pessoais armazenada pelo app. Para se ter uma ideia, o WhatsApp clonado no celular de outra pessoa pode mostrar todas as mensagens em tempo real, ainda que não tenha o mesmo chip – o que, obviamente, coloca em risco a sua privacidade.

O próprio mensageiro oferece, inclusive, a verificação em duas etapas com um código pessoal, que pode ser ativado para maior segurança das suas mensagens. Para não correr riscos, veja como ativar a verificação em duas etapas e garantir maior segurança para o seu WhatsApp.

O código de verificação em duas etapas permite adicionar uma senha “extra” para ativar seu WhatsApp, que é solicitada no aplicativo ao reinstalá-lo ou esporadicamente, para garantir a privacidade.

Passo 1. Para ativar a verificação em duas etapas, pressione o menu do topo do WhatsApp e selecione “Configurações”.

Passo 2. Toque em “Conta” e selecione “Confirmação em duas etapas”.

Passo 3. Pressione no botão de “Ativar”. Em seguida, será necessário adicionar um código pessoal com seis dígitos (criado por você) e depois digitá-lo novamente para confirmar. Toque em “Avançar” em cada etapa.

Passo 4. Se preferir, adicione também um e-mail pessoal para recuperação do acesso e, ao final, confirme em “Concluído”.

Pronto, seu WhatsApp agora está configurado com verificação de duas etapas, sendo assim se um atacante clonar seu número, precisará saber o seu código pessoal.

Usuários podem perder mensagens antigas do WhatsApp a partir de segunda-feira (12/11): Saiba evitar

Usuários podem perder mensagens antigas do WhatsApp a partir de segunda-feira (12/11): Saiba evitar

Somente os usuários de Android poderão perder mensagens antigas do WhatsApp. Veja aqui como evitar que isso aconteça.

O WhatsApp anunciou que todos os usuários de Android vão ter suas mensagens mais antigas – com mais de um ano – apagadas na próxima segunda-feira (12) se não fizerem uma cópia de segurança.

Os usuários da Apple, que oferece sistema iOS, não serão afetados devido a um acordo que a empresa já possui com o WhatsApp para que os clientes possam armazenar seus dados na nuvem iCloud.

A necessidade de backup acontece devido a um acordo feito entre o WhatsApp e o Google para permitir que todas as conversas, fotos e vídeos enviados pelo app possam ser armazenados no Google Drive sem consumir espaço da conta do usuário.

No entanto, o efeito colateral dessa medida é justamente a perda das mensagens, vídeos e fotos. Vale dizer que em muitos celulares as mensagens são salvas automaticamente.

Na página oficial do WhatsApp na internet, a empresa explica que “para evitar a perda destes dados, recomendamos que se faça uma cópia de segurança dos seus dados no WhatsApp antes do dia 12 de novembro de 2018”.

De acordo com a empresa, “o usuário pode fazer o backup de suas mensagens e arquivos de mídia usando Google Drive. Dessa maneira, você pode fazer cópia também dos seus arquivos de mídia (fotos e vídeos, por exemplo) e poderá restaurar o histórico mesmo ao trocar de aparelho”.

A empresa recomenda também que o usuário conecte o seu telefone a uma rede wi-fi antes de fazer o backup no Google Drive, já que arquivos de backup podem consumir muitos dados, com a chance de gerar custos adicionais.

Confira nossas dicas para não ter problemas:

  • Se você usa o WhatsApp no Android e fez a cópia de segurança há muito tempo e tem conteúdos mais velhos que deseja manter, realize um novo backup antes de 12 de novembro de 2018.
  • Para saber a data do salvamento dos arquivos, clique no menu de três pontinhos na tela inicial do mensageiro e selecione “Configurações” > “Conversas” > “Backup de conversas”. A data e tamanho da última cópia serão exibidos no topo da tela, na seção “Último backup”.
  • Para fazer backup das mensagens do WhatsApp, acesse o menu. Siga o passo “Configurações” > “Conversas” > “Backup de conversas” > “Fazer backup no Google Drive”. Escolha a frequência para criação das cópias de segurança. Ah, e não se esqueça: caso queira salvar o vídeos, selecione “incluir vídeos”. Tudo pronto? Aperte o botão “Fazer backup”.
    Evite fazer backup utilizando a internet móvel. A rede wi-fi é mais rápida e você acaba não gastando muito.

Fontes: Metropoles | InfoMoney